Joel Saget/AFP
Joel Saget/AFP

Moderna diz que sua vacina contra a covid é segura e eficaz para crianças de 6 a 11 anos

Dados ainda não foram analisados pela comunidade acadêmica nem submetidos a órgãos reguladores; liberação da Pfizer para faixa etária será discutida nos EUA esta semana

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2021 | 11h22

A farmacêutica Moderna afirmou que sua vacina contra a covid-19 apresentou “forte resposta imunológica” em crianças de seis a onze anos. O laboratório disse que a segurança foi comparável à de testes clínicos com adolescentes e adultos. Os dados ainda não foram analisados pela comunidade acadêmica nem enviados a órgãos reguladores - o que deve ser feito em breve.    

Conforme a empresa americana, os testes envolveram mais de 4,7 mil participantes. Os efeitos colaterais mais comuns foram fadiga, dor de cabeça, febre e dor no local da injeção. 

Nesta semana, a FDA (equivalente à Anvisa nos Estados Unidos) vai discutir se libera o uso do imunizante da Pfizer nessa faixa etária - a companhia disse que seu produto é eficaz e seguro para as crianças

A vacina da Moderna está autorizada ou aprovada para uso em mais de 40 países. Ela usa a tecnologia de RNA mensageiro (mRNA), que contém instruções para as células humanas fazerem proteínas que imitam parte do coronavírus. As instruções estimulam o sistema imunológico a agir, transformando o corpo em uma fábrica de vacinas que elimina o vírus. 

Nos Estados Unidos, o imunizante da Moderna só tem o uso autorizado em adultos. Já o produto da Pfizer pode ser aplicado em adolescentes - a farmacêutica também tem aval para aplicação no grupo entre 12 e 17 anos no Brasil./Com informações de Reuters

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.