WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Moradores têm reação adversa à vacina de febre amarela no interior do RJ

Hospital de campanha foi montado em Casimiro de Abreu após confirmação de morte pela doença

Clarissa Thomé, Enviada especial

17 Março 2017 | 20h25

CASIMIRO DE ABREU (RJ) - Quatro adultos e três crianças tiveram reações adversas à vacina contra febre amarela, em Casimiro de Abreu, no interior do Rio. Eles tiveram febre e dores no corpo no dia seguinte à imunização e foram atendidos no Hospital Municipal Angela Maria Simões de Menezes. Cerca de 75% dos 42 mil moradores já foram imunizados em dois dias de campanha. 

A Secretaria Municipal de Saúde de Casimiro de Abreu suspendeu a vacinação de pessoas com mais de 60 anos no hospital de campanha montado na Praça Feliciano Sodré, no centro.

Esses idosos vinham passando por triagem rápida no médico antes de se vacinar, na tenda montada pela Secretaria de Estado de Saúde. Mas muitos omitiam sofrer de outras doenças. De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde do Estado, Alexandre Chieppe, o risco de um idoso ter reação adversa é muito maior do que um adulto, já que seu metabolismo é mais lento. 

Para evitar complicações, os idosos só serão vacinados nos postos de Estratégia de Saúde da Família (ESF) em que já têm acompanhamento médico, para que seus prontuários sejam analisados.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Casimiro José Marques Abreu

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.