Morre aos 85 anos cientista que descobriu o vírus da hepatite B

Baruch Blumberg sofreu um enfarte enquanto assistia a uma conferência

EFE,

06 Abril 2011 | 21h23

Washington, 6 abr - O cientista Baruch Blumberg, Prêmio Nobel de Medicina em 1976 por descobrir o vírus da hepatite B e primeiro diretor do Instituto de Astrobiologia da Nasa, faleceu aos 85 anos de enfarte, informou nesta quarta-feira a agência espacial.

A Nasa informou em comunicado que Blumberg sofreu um ataque do coração na terça-feira, 5 de abril, enquanto assistia a uma conferência sobre pesquisa lunar no Centro Ames de pesquisa da Nasa, em Moffett Filed (Califórnia).

O cientista foi reconhecido com o Prêmio Nobel de Medicina em 1976 por descobrir o vírus da hepatite B e, posteriormente, a vacina para a doença.

Blumberg dividiu seu prêmio com o doutor Daniel Carleton Gajdusek por seu trabalho sobre a origem e a propagação de doenças infecciosas virais.

O diretor do Centro Ames, Pete Worden, destacou em comunicado que "Barry Blumberg foi um bioquímico e grande pesquisador". "Era uma luz na comunidade científica e um grande humanista. Foi também um apoio e um amigo leal da Nasa, do Centro de Pesquisa Ames e do programa espacial do país".

Nascido em Nova York em 1925, Blumberg era membro do Centro Oncológico Fox Chase na Filadélfia desde 1964 e professor da Universidade de Medicina e Antropologia na Universidade da Pensilvânia desde 1977.

Em 1999 se transformou no primeiro diretor do Instituto de Astrobiologia da Nasa, cargo que ocupou até o ano de 2002. Desde 2005 era presidente da Sociedade Americana de Filosofia, a sociedade de conhecimento mais antiga do país, fundada em 1743.

"O mundo perdeu um grande homem", lamentou Daniel Goldin, que foi diretor da Nasa entre 1992 e 2001 e amigo pessoal do cientista. Além disso, destacou que "Barry", como era chamado carinhosamente, "salvou vidas através de sua pesquisa sobre o vírus da hepatite B".

"Também inspirou toda uma geração através de seu trabalho na construção do Instituto de Astrobiologia da Nasa", assegurou.

Mais conteúdo sobre:
hepatite B Baruch Blumberg Nobel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.