Morre homem que era mantido com 2 corações

Ele foi operado na semana passada e teve falência múltipla dos órgãos

Fabio M. Michel, Central de Notícias

12 Março 2009 | 00h26

Morreu no início da manhã desta quarta-feira, 11, o homem que, desde a semana passada, vivia com dois corações, após ter passado por uma delicada cirurgia no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo. Segundo boletim médico emitido pelo hospital, o paciente teve "falência de múltiplos órgãos".   Paciente viverá com 2 corações após transplante em SP   A identidade do homem não foi divulgada. A equipe que o operou chegou a festejar o sucesso da intervenção, mas o estado clínico do paciente se agravou na noite de terça-feira. Ele sofria de problemas cardíacos e respiratórios.   O homem estava na lista de transplantes há quatro meses e, nos últimos 60 dias, estava na Unidade de Terapia Intensiva do Incor, onde era mantido vivo com o auxílio de aparelhos. A cirurgia foi realizada no último dia 4, quando ele recebeu o coração de um rapaz de 29 anos, morto em um acidente de motocicleta, em Sorocaba, interior de São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
saúdetransplante

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.