Morre mulher com suspeita de febre amarela vacinal em SP

Vítima sofreu choque séptico e falência múltipla dos órgãos; laudo que confirma a doença deve sair em 30 dias

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

31 de janeiro de 2008 | 10h24

A mulher, de 43 anos, que, após tomar a vacina contra a febre amarela, foi internada em estado grave na noite de sábado, 26, no Hospital Geral de São Mateus, na zona Leste de São Paulo, morreu na manhã desta quinta-feira, 31, segundo informações da Secretaria da Saúde.   Há suspeita de que ela tenha contraído a febre amarela provocada por uma reação à vacina. O laudo do exame para confirmação da doença feito pela Vigilância Epidemiológica deve sair em 30 dias, segundo a secretaria.   Ela morreu às 8h20, na UTI do hospital, após um choque séptico e falência múltipla dos órgãos, de acordo com informações da secretaria.   Segundo o hospital, a paciente tomou a vacina contra a febre amarela no dia 17, em uma unidade básica de saúde em São Mateus. Ela não ia viajar para nenhuma área de risco e não precisava ser vacinada.   A paciente trabalhava como encarregada de enfermagem da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Mateus.

Tudo o que sabemos sobre:
Febre Amarela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.