Divulgação
Divulgação

Morre Alfredo Halpern, endocrinologista que criou a dieta dos pontos

Especialista lutava contra um câncer de pâncreas; sepultamento ocorre no Cemitério Israelita do Butantã, na zona oeste de SP

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

25 Novembro 2015 | 12h59

SÃO PAULO - O endocrinologista Alfredo Halpern, conhecido por fazer estudos sobre a obesidade e criador da dieta dos pontos, morreu na manhã desta quarta-feira, 25. Professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Halpern tinha 74 anos e lutava contra um câncer de pâncreas havia 15 meses.

Em 1996, o endocrinologista foi um dos fundadores da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) e fundou o Grupo Geral da Disciplina de Endocrinologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP no ano de 1977. Ele foi o criador da disciplina Obesidade na pós-graduação da USP.

Halpern publicou mais de 200 artigos científicos e escreveu mais de 30 capítulos em livros da área de endocrinologia, mas também teve produções que se popularizaram e, com esses livros, atingiu mais de 300 mil exemplares vendidos.

Seu livro mais famoso é A Dieta dos Pontos. Essa dieta consistia em um sistema de pontos para facilitar a contagem de calorias e não tinha restrição alimentar, mas priorizava o equilíbrio na hora da escolha dos alimentos. Atualmente, o endocrinologista integrava a equipe de especialistas da área de saúde do programa Bem-Estar, da TV Globo.

Em seu site, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia publicou uma nota de pesar. "Uma grande perda para a endocrinologia brasileira", declarou.

Halpern era casado e deixa cinco filhos e uma neta. 

Mais conteúdo sobre:
saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.