Mortalidade de câncer diminui com política de exames gratuitos

Estudo austíaco mostra que mortalidade de câncer de próstata caiu 54% com exames e tratamento gratuitos

Reuters

12 de maio de 2008 | 21h05

Mortes por câncer de próstata caíram substancialmente uma década depois de o governo Austríaco começar a oferecer testes gratuitos para todos os homens entre 45 e 75 anos, de acordo com um novo estudo.   Pesquisadores encontraram que depois que o estado de Tyrol começou um programa de PSA e tratamento de câncer de próstata gratuito em 1993, a taxa de mortes pela doença caiu em 54%. Isso comparado com o declínio de 29% em toda Áustria, onde o tratamento gratuito não é oferecido.   Os achados, publicados no jornal BJU International, sugerem que uma rotina regular de exames pode salvar a vida de muitos homens, algo que tem estado há muito tempo sendo questionado pois encontrar tumores muito cedo via PSA pode, hipoteticamente, levar ao tratamento de tumores que nunca se desenvolveriam o suficiente a ponto de ameaçarem a vida do paciente (nesse caso o tratamento causaria mais danos que vantagens, por ser extremamente invasivo).

Tudo o que sabemos sobre:
Câncer de próstata

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.