Morte por dengue no Rio impõe mobilização

Um dia após a confirmação da primeira morte por dengue registrada neste ano no Rio de Janeiro, um grupo de 600 integrantes do Corpo de Bombeiros começou a reforçar o trabalho de agentes sanitários na eliminação dos focos do mosquito transmissor da doença. Dos 261 casos notificados até ontem, 217 são na capital - quase quatro vezes mais que em janeiro de 2005. A busca de focos começou em Jacarepaguá e na Barra da Tijuca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.