Mortes por epidemia de Ebola superam 2 mil casos, diz OMS

Infecções somam quase 4 mil; entidade avalia que em novembro haverá resultado sobre análise de testes de vacinas contra a doença

O Estado de S. Paulo

05 Setembro 2014 | 15h32

GENEBRA - A quantidade de mortes pelo vírus Ebola superou os 2 mil casos e chegou a 2.097. A informação é da Organização Mundial da Saúde e foi divulgada nesta sexta-feira, 5. O número de infectados é estimado em pouco menos de 4 mil (3.944). A epidemia teve início em março e atinge prioritariamente países da África Ocidental.

Os dados incluem casos em Serra Leoa, Libéria e Guiné, e não foram incluídos registros da Nigéria e da República Democrática do Congo, onde o vírus também deixou mortos e infectados. Na Nigéria, oito morreram entre 22 casos de infecção. 

Em relatório, a OMS havia estimado que ao menos 20 mil pessoas poderão ser infectadas até o início de 2015 antes que se possa ter controle da epidemia. Para evitar uma tragédia ainda maior, o órgão pediu maior mobilização dos líderes internacionais, assim como de empresas farmacêuticas em testes com drogas e vacinas para combater o vírus.
As vacinas contra a doença serão testadas nos Estados Unidos, na Europa e na África. Uma das vacinas passarão por análise a partir do final de setembro e sua eficácia será avaliada em novembro. Os trabalhadores dos sistemas de saúde terão direito a vacina caso a análise seja satisfatória, informou a OMS./AFP E REUTERS
Mais conteúdo sobre:
Ebola África Libéria Guiné Serra Leoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.