Arquivo pessoal/Silvia Ometto Antoniati
Arquivo pessoal/Silvia Ometto Antoniati

MP abre apuração sobre mortes de sete idosos por coronavírus em asilo de Piracicaba

Procedimento fiscalizatório quer saber quais medidas estão sendo tomadas para assegurar a saúde dos idosos que vivem no local

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2020 | 16h04

SOROCABA – O Ministério Público de São Paulo (MPSP) abriu processo para apurar as circunstâncias das mortes de sete idosos por coronavírus, em um asilo de Piracicaba, no interior de São Paulo. Outros 33 idosos e 14 funcionários foram infectados pelo vírus.

O procedimento administrativo fiscalizatório, aberto pela promotoria de Proteção ao Idoso de Piracicaba, quer saber que medidas estão sendo tomadas pela Prefeitura e pelo Lar Betel, onde aconteceram os óbitos, para assegurar a saúde dos 80 idosos que ainda estão no asilo.  

O promotor Luiz Sérgio Catani disse que, antes mesmo da eclosão do surto no Lar Betel, já havia instaurado procedimento para acompanhar as medidas de prevenção ao coronavírus entre a população residente em todas as instituições de longa permanência de idosos do município. Segundo ele, o novo processo visa à obtenção de informações que podem servir de base para futura ação de salvaguarda de direitos e de proteção dos velhinhos.

O Lar Betel informou que todas as medidas tomadas para a contenção do surto já foram informadas ao MP. A prefeitura, que também prestou as informações, disse ter atuado no suporte às ações da instituição, inclusive colocando uma equipe municipal em apoio à equipe médica do asilo.

As mortes aconteceram entre os dias 23 e 28 de abril. Nesta quinta-feira, 30, dois idosos do Betel que estavam internados no Hospital Regional de Piracicaba receberam alta. Eles estão sem sintomas, mas serão acompanhados durante dez dias. Outros sete idosos continuam internados em razão da doença.

Residentes e funcionários estão sendo testados para p coronavírus. Os casos confirmados de covid-19 no asilo chegaram a 47 – 33 pacientes são idosos e 14 são funcionários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.