MT está em estado de alerta contra a dengue nas 141 cidades

Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica notificou nos últimos dias 1.912 novos casos da doença no Estado

Venilson Ferreira, da Agência Estado,

02 Dezembro 2009 | 14h49

A secretaria estadual de Saúde de Mato Grosso está em estado de alerta para as ocorrências de dengue nos 141 municípios no Estado. Da quinta-feira da semana passada até esta quarta-feira, 2, foram notificados 1.912 novos casos da doença no Estado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.

 

Veja também:

linkBrasil e Argentina adotarão ação conjunta de combate à dengue

linkSP faz campanha contra dengue em cidades mais infectadas

linkDobra população que vive em áreas de risco para dengue

 

Neste ano já foram notificados 44.075 casos da doença, dos quais 1.314 são considerados graves. O número de ocorrências cresceu 303,5% em relação à igual período do ano passado.

 

Segundo a secretaria, neste ano foram registradas 47 notificações de óbitos por dengue, dos quais 42 foram confirmados e cinco estão sob investigação. Cuiabá lidera o número de ocorrências, com 11.379 casos de dengue, sendo que 320 são considerados graves. Na capital mato-grossense foram registrados 12 óbitos provocados pela doença, 10 com confirmação e dois sob investigação. No município vizinho de Várzea Grande são 11.379 notificações, com nove óbitos confirmados e dois sob investigação.

 

A Secretaria de Saúde informa que neste momento atua em conjunto com as prefeituras dos municípios com maior número populacional em vistorias técnicas e reorganização dos serviços de vigilância a fim de promover redução de casos. Nos municípios de Cáceres (225 km a noroeste de Cuiabá) e Aripuanã (976 quilômetros ao Noroeste da capital), está sendo utilizado o bloqueio químico com Ultra Baixo Volume (UBV pesado), o chamado fumacê. Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande estão desenvolvendo trabalhos junto com o Estado na limpeza e bloqueios químicos em determinados bairros, além de reforço nas visitas dos agentes comunitários

Mais conteúdo sobre:
Mato Grosso dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.