Mulher é a 87ª vítima da gripe aviária na Indonésia

Análises realizadas com duas mostras da vítima, de 44 anos, deram positivo para a variante H5N1

Efe,

08 de outubro de 2007 | 03h25

Uma mulher indonésia morreu num hospital do centro da ilha de Sumatra em decorrência da gripe aviária, aumentando para 87 o número de vítimas fatais da doença no país. A Indonésia é o país mais castigado do mundo pelo letal vírus. As análises realizadas com duas mostras da vítima, de 44 anos, deram positivo para a variante H5N1, a mais mortal da gripe aviária, indicou uma porta-voz do Ministério de Saúde, segundo a agência oficial Antara. Ainda não foi identificada a fonte do contágio, embora aparentemente a mulher tenha comprado frangos num mercado local. Na semana passada, um homem de 21 anos morreu num hospital de Jacarta e os laboratórios confirmaram que também foi por causa da gripe aviária. A Indonésia conta com um índice de contágio de 78% em casos confirmados, e a epizootia se transformou em endêmica nas ilhas de Java (a mais povoada do país), Sumatra e Bali, assim como na região meridional das Célebes.

Tudo o que sabemos sobre:
Indonésiagripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.