Mulher retira pano do útero 38 dias após cesariana

Cirurgia foi realizada no final de setembro e, depois de receber alta com o bebê, a paciente começou a sentir dores e incômodos

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 Outubro 2014 | 16h30

SOROCABA - A cabeleireira Bruna Carolina Nogueira Moreira, de 20 anos, acusa uma equipe médica do Hospital Regional de Itapetininga, na região de Sorocaba, de ter esquecido um pedaço de pano com cerca de 30 centímetros em seu útero durante uma cesariana. A cirurgia foi realizada no final de setembro e, depois de receber alta com o bebê, a paciente começou a sentir dores e incômodos. Ela passou por novo exame no hospital e nada foi constatado.

Após 38 dias do parto, a própria jovem retirou o pano ao perceber, durante um banho, que havia algo estranho no interior da vagina. O tecido estava apodrecido e exalava mau cheiro. Segundo a mãe de Bruna, Maria Tereza Leite Moreira, de 49 anos, ela decidiu levar a jovem a um médico particular. "Ele a examinou e disse que os pontos da cirurgia haviam se soltado, provavelmente porque o pano tinha sido costurado junto." 

Mãe e filha foram à Polícia Civil. A jovem passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) Um inquérito vai apurar possível crime de lesão corporal dolosa. O pedaço de pano foi enviado para perícia e exame de DNA.

A administração do hospital informou que, ao tomar conhecimento do fato, contatou a paciente e procedeu a investigação clínica e novos exames que não apontaram nenhuma alteração ou quadro de infecção na cirurgia. "O hospital já iniciou investigação detalhada junto à sua Comissão de Ética, uma vez que no prontuário não consta nenhuma intercorrência na assistência prestada à paciente", informou em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.