Museu egípcio recupera estátua do faraó Akhenaton que foi roubada

Estátua foi encontrada próxima a contêiner de lixo na praça Tahrir pelo sobrinho de professor da Universidade Americana no Cairo

Efe,

17 Fevereiro 2011 | 10h45

CAIRO - As autoridades arqueológicas recuperaram uma estátua do faraó Akhenaton (1361-1352 a.C) que foi roubada do Museu Egípcio durante os atos de vandalismo nos protestos contra o regime de Hosni Mubarak, informaram nesta quinta-feira, 17, em comunicado oficial.

 

Veja também:

link Encontrados três dos 18 itens roubados do Museu Egípcio do Cairo

 

O Ministério de Estado para os Assuntos das Antiguidades explica que um professor da Universidade Americana no Cairo entregou a estátua de Akhenaton ao departamento depois que seu sobrinho a encontrasse próxima de um contêiner de lixo na praça Tahrir, onde participava de uma das manifestações.

 

 

A estátua de calcário com sete centímetros de altura, fixada em uma base de alabastro, representa o rei vestindo a coroa azul, enquanto mantém uma mesa de oferendas.

 

Com a recuperação da escultura já são quatro as peças devolvidas ao museu, das oito antiguidades que foram roubadas durante os protestos, que começaram no dia 25 de janeiro e terminaram na sexta-feira passada com a renúncia de Mubarak.

Mais conteúdo sobre:
egitomuseuarqueologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.