Reprodução/TV Estadão
Reprodução/TV Estadão

Na quarentena, Estadão muda rotina de sua equipe para manter excelência e agilidade

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: Vídeo mostra como os jornalistas se adaptaram para trabalhar em meio à pandemia do coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2020 | 15h23

Com a crise do novo coronavírus, a Redação do Estado passou por adaptações e grande parte dos nossos profissionais já está trabalhando desde casa, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. Cerca de 90% dos nossos jornalistas passaram a realizar suas tarefas remotamente, e os demais departamentos da empresa também adotaram essa medida.

"Trabalho no jornal desde 1990 e estou estreando esse novo jeito de trabalhar que é o home office", conta a repórter Tânia Monteiro. "É uma rotina diferente, mas que a tecnologia nos permite continuar falando com as nossas fontes, fazendo entrevistas e levando informação para a sociedade", explica o repórter Matheus Lara. 

Desde a semana passada, o Estado criou mecanismos para que as equipes possam ser coordenadas à distância. "Acho que esse é o momento de fazermos uma reflexão até sobre o papel do jornalismo, que é muito importante e muito relevante nessa hora de crise", diz Paloma Cotes, que está trabalhando no núcleo específico de cobertura do coronavírus.

Neste vídeo, contamos para você como estamos fazendo para continuar informando com qualidade e rapidez. Assista:

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.