REUTERS/Adriano Machado - 06/01/2021
REUTERS/Adriano Machado - 06/01/2021
Imagem Gonzalo Vecina
Colunista
Gonzalo Vecina
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Não dá para o presidente 'ripar' servidores da Anvisa

A diretoria da agência está sendo ameaçada de morte e agora Bolsonaro pede que seus servidores sejam punidos. Por terem realizado a tarefa para a qual foram contratados.

Gonzalo Vecina, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2021 | 05h00

A posição pública do capitão reformado do Exército brasileiro que ocupa o cargo de presidente do País, exposta em uma comunização realizada na quinta-feira da semana passada, foi arrasadora. Ele é contra a vacinação de jovens e crianças – todos morrerão, antes ou depois não é significativo. A vacina não deve ser oferecida para as crianças e jovens. Podem ir encontrar seu destino natural.

Mas os servidores da Anvisa receberam um pedido de análise realizado pela Pfizer sobre a aprovação de sua vacina para uso na faixa etária acima de 5 anos. Em consequência, após as análises, tomaram o mesmo caminho da agência europeia de medicamentos, da agência americana de medicamentos, entre outras que adotaram e aprovaram o uso da vacina para essa faixa etária.

Revoltado, o capitão apareceu em sua transmissão nas redes sociais anunciando que foi uma desgraça, que era inaceitável e que convocava os cidadãos a punir os maus elementos da Anvisa. Disse que iria denunciá-los para a execração pública. Assim mesmo – denunciá-los! Para que o povo, identificando-os, possa puni-los!

A diretoria da agência está sendo ameaçada de morte e agora ele pede que os servidores da Anvisa sejam punidos. Por terem realizado a tarefa para a qual foram contratados.

Na Anvisa, ele não poderá realizar o que fez no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) – ripá-los todos de lá! Não dá para "ripar" servidores públicos de carreira. E mais, que estão cumprindo com suas obrigações e neste caso com mais um agravante – salvando vidas.

Qual a posição da sociedade frente a essa atrocidade? Qual a posição do Judiciário sobre o posicionamento do presidente? Ele e seus asseclas podem insultar a Pátria dessa maneira e continuar impunes? E o Legislativo, que deve decidir sobre como o povo está sendo tratado, também não vai se manifestar?

Cidadãos brasileiros, nossa democracia está sendo destruída e os Poderes estão olhando de lado. Não podemos nos calar. É hora de cobrar decência desse capitão e respeito à vida dos brasileiros!

Viva a Anvisa! Viva seus servidores! 

*É MÉDICO SANITARISTA, FUNDADOR E EX-PRESIDENTE DA ANVISA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.