Nasa adia lançamento de ônibus espacial Endeavour

Agência não fixou nova data para a operação, embora com certeza que não ocorrerá antes do dia 8 de maio

Efe

01 Maio 2011 | 11h37

A Nasa adiou novamente neste domingo o lançamento do ônibus espacial Endeavour - que havia sido transferido para esta segunda-feira pela agência americana - e não fixou uma nova data para a operação, embora com certeza que não ocorrerá antes do dia 8 de maio.

 

Veja também:

link Nasa anuncia destinos de ônibus espaciais 'aposentados' 

link Nasa seleciona 4 empresas para desenvolver transporte espacial

link Columbia marca 30 anos do programa de ônibus espaciais da Nasa

especialTudo sobre a Estação Espacial Internacional

video  Faça um tour pela ISS

blog Os astronautas da ISS no Twitter

 

A Nasa decidiu que "não seria possível lançar a nave especial na segunda-feira, que tinha sido a data de decolagem mais adiantada possível após o adiamento do lançamento na sexta-feira", disse a agência em sua conta oficial no Twitter.

 

As equipes da Nasa se reunirão na segunda-feira e espera-se que determinem uma nova data para a próxima tentativa de lançamento do Endeavour.

 

No entanto, a "grande quantidade de operações pendentes" para solucionar o problema técnico que impediu a decolagem na sexta-feira adiará o lançamento "pelo menos até 8 de maio", indicou em entrevista coletiva o porta-voz da Nasa, Mike Curie.

 

Caso se prolongue além dessa data, reconheceu Curie, a missão do Endeavour entraria em conflito com o calendário da nave Atlantis, cujo lançamento previsto para o próximo dia 28 de junho encerrará o programa de ônibus espaciais da Nasa.

 

 

No entanto, a agência prefere um lançamento tardio "se isso significar mais tempo para garantir que tudo está em ordem", ressaltou Curie, que acrescentou que a Nasa entrará em contato com a Estação Espacial Internacional (ISS) para tentar flexibilizar a agenda.

 

O voo estava previsto para esta segunda-feira às 15h33 do horário de Brasília, passado o período de 72 horas desde que foi detectado o problema.

 

A decolagem estava marcada para sexta-feira com a presença do presidente dos EUA, Barack Obama, mas foi suspensa devido a uma falha em dois dos aquecedores da unidade de potência auxiliar (APU) 1, uma peça fundamental para os sistemas de controle e a aterrissagem da nave.

 

"Os técnicos começaram a fazer testes nos sistemas associados com os aquecedores ontem (sábado) pela tarde e pela noite", indicou a Nasa.

 

"Ainda há muitos fatores para analisar, mas baseando-nos na quantidade de tempo necessário para resolver o problema, uma nova tentativa de lançamento não ocorrerá até o final da semana", declarou a agência.

 

Os seis astronautas da missão, comandados por Mark Kelly, viajaram neste domingo de Cabo Canaveral (Flórida) até o Centro Espacial Johnson em Houston (Texas) para dias de "treinamento adicional" antes de retornarem para a nova tentativa de decolagem.

 

As famílias da tripulação voltaram neste domingo para casa, como a esposa de Kelly, a congressista Gabrielle Giffords, baleada em janeiro em Tucson (Arizona) e que estava na Flórida para ver o lançamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.