Nasa adia saída para conserto de painel solar

A Nasa decidiuna quinta-feira adiar para sábado uma arriscada caminhadaespacial para consertar um painel solar danificado na EstaçãoEspacial Internacional, dando aos engenheiros mais tempo paraplanejar essa inédita tarefa. Pendurado na ponta de uma armação, o astronauta ScottParazynski tentará instalar remendos nas dobradiças de uma das"asas" que coletam energia solar para a estação. A grua que apoiará Parazynski estará presa ao guindasterobótico da estação, levando o astronauta até a distânciamáxima. A operação originalmente estava prevista para sexta-feira,o que daria tempo para uma eventual segunda tentativa antes dapartida do ônibus Discovery. Mas, com tantos procedimentos novos --e as respectivaspreocupações de segurança, já que o astronauta vai trabalharperto de circuitos eletrificados--, os gerentes da missãodecidiram dar mais um dia ao planejamento. A bordo da estação, a comandante Peggy Whitson e o pilotoGeorge Zamka improvisaram uma oficina onde cortaram folhas dealumínio e fizeram furos pelos quais passaram fios de aço. Comessa peça eles pretendem tapar o buraco aberto no painel. O painel se rasgou na terça-feira, enquanto era aberto. Osengenheiros não sabem exatamente o que aconteceu, mas oconserto se tornou prioridade da missão do Discovery,prorrogada para 15 dias. A nave foi lançada no dia 23, levando à estação um novomódulo, no qual se encaixarão dois laboratórios a serementregues a partir de dezembro. "Sem ter consertado o problema será muito difícil manter oprocessamento (para o lançamento do laboratório europeu)Columbus", disse ele. O laboratório de 12,2 toneladas estava com lançamentoprevisto entre os dias 6 e 13 de dezembro, no ônibus Atlantis. A Nasa só vai autorizar esse lançamento quando tivercerteza de que a asa quebrada da estação está estável. Se apeça de 33 metros não for mantida tensa, novos danos podemocorrer, segundo Mike Suffredini, gerente de ônibus espaciaisda Nasa. O Discovery deveria ter zarpado da estação na segunda-feirae pousado na quarta-feira na Flórida. A agência espacial norte-americana pretende fazer mais 11vôos para concluir a estação antes de aposentar os ônibusespaciais, em 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.