Nasa anuncia descoberta de planetas parecidos à Terra

Astros têm tamanho similar ao da Terra; trata-se dos menores já detectados a orbitar uma estrela como o Sol

AP,

20 de dezembro de 2011 | 17h19

 Cientistas da Nasa anunciaram a descoberta de dois planetas do tamanho da Terra orbitando uma estrela fora do sistema solar, o que encoraja a busca por vida em outras partes do Universo.

A descoberta mostra que esses planetas existem e que eles podem ser detectados, diz Francois Fressin, do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics.

Eles são os menores planetas encontrados a orbitar uma estrela que parece nosso sol.

Os cientistas estão procurando planetas com o tamanho da Terra com potencial para abrigar vida extraterrestre, diz um artigo publicado nesta terça, 20, pela Nature.

O diâmetro de um dos novos planetas é somente 3% maior do que o da Terra, enquanto que o outro é nove décimos o da Terra. Eles aparentam ser rochosos, como o nosso planeta.

No entanto, eles parecem ser muito quentes para abrigar vida na forma conhecida - estima-se que a temperatura lá seja em torno de 815 a 426 graus Celsius.

Segundo os cientistas, mesmo assim poderia abrigar outras formas de vida - desde formas não inteligentes, como bactérias, até outras completamente desconhecidas.

Desde que foi lançado em 2009, o telescópio Kepler encontrou evidências de dezenas de possíveis planetas do tamanho da Terra. Mas o artigo é o primeiro a fornecer a confirmação , diz Alan Boss, do Carnegie

Institution for Science in Washington.

No início do mês, cientistas disseram ter descoberto um planeta ao redor de outra estrela, com temperatura na superfície ao redor de 22 graus Celsius. Mas ele era grande demais para sugerir a presença de vida. Com 2,4 vezes o tamanho da Terra, acredita-se que tenha uma composição gasosa e líquida como Netuno.

Tudo o que sabemos sobre:
planetaKeplerTerrasistema solar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.