Nasa confirma lançamento do Discovery rumo à ISS no dia 23

A missão incluirá cinco caminhadas espaciais e levará o módulo Harmony 2, de fabricação italiana

Efe,

17 de outubro de 2007 | 01h26

As autoridades da Nasa confirmaram na terça-feira, 16, que o ônibus espacial Discovery partirá na próxima terça-feira numa missão de 14 dias para continuar a construção da Estação Espacial Internacional (ISS). "Estamos prontos para o lançamento", disse Chris Scolese, um dos diretores científicos das missões de naves, em entrevista coletiva no Centro Espacial Johnson da Nasa, em Houston (Texas). Scolese falou com os jornalistas após uma reunião das mais altas autoridades da Nasa para decidir a data do lançamento. "Esta será uma missão muito complicada. Estamos prontos e por enquanto tudo está funcionando perfeitamente", disse Wayne Hale, diretor das missões das naves na agência espacial americana. Um comunicado da Nasa anunciou que o lançamento está previsto para as 13h38 (de Brasília) do dia 23 de outubro. Na semana passada, o Centro de Engenharia e Segurança da Nasa recomendou a substituição de três dos 44 painéis térmicos nas asas do Discovery. A missão, que incluirá cinco caminhadas espaciais, levará à ISS o módulo Harmony 2, de fabricação italiana. Os sete astronautas que formarão a tripulação do Discovery completaram na semana passada três dias de exercícios no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. Eles se sentaram na cabine para uma simulação de contagem regressiva para o lançamento. A comandante da missão será Pamela Melroy, de 46 anos, piloto aposentada da Força Aérea com mais de 200 horas de vôo em missões de combate durante a primeira Guerra do Golfo. Ela é veterana de outras duas travessias de naves. A tripulação inclui o italiano Paolo Ángelo Néspoli, de 50 anos, astronauta da Agência Espacial Européia; a especialista Stéphanie Wilson; e os astronautas George Zamka, Scott Parazynski, Douglas Wheelock e Daniel Tani. O módulo Harmony 2 aumentará o espaço interior do laboratório orbital, criando pontos de conexão com os módulos europeu e japonês. Ele é semelhante ao módulo hexagonal Unity, que conecta as seções americana e russa na ISS.

Tudo o que sabemos sobre:
ISSNasaDiscovery

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.