Nasa cria nova direção para planejar missões tripuladas ao espaço

O chamado Diretório de Operações e Prospecção Humana se centrará nas operações da Estação Espacial Internacional e na prospecção humana além da órbita terrestre baixa

Efe

15 Agosto 2011 | 10h47

 

 

WASHINGTON - A Nasa, agência espacial americana, anunciou a criação de uma nova direção dedicada à prospecção humana do espaço, que se encarregará de planejar as missões tripuladas do futuro.

 

O chamado Diretório de Operações e Prospecção Humana (HEO, na sigla em inglês) se centrará nas operações da Estação Espacial Internacional (ISS) e na prospecção humana além da órbita terrestre baixa.

 

Este departamento assumirá os trabalhos que até agora eram realizados pelas equipes de Operações Espaciais e de Sistemas de Prospecção e acrescentará um aspecto específico dedicado à prospecção humana.

 

"Os Estados Unidos estão abrindo um novo capítulo na prospecção espacial humana", ressaltou o diretor da Nasa, Charles Bolden.

 

Ele assinalou em comunicado que, com esta nova organização, que "combina os talentos, habilidades e experiências das duas direções anteriores integrando as capacidades atuais com o planejamento da agência do futuro", os EUA renovam seu compromisso com a prospecção espacial.

 

Outras de suas principais tarefas serão: desenvolver os programas dos voos tripulados e de carga comerciais; construir o veículo multi-propósito tripulado Orion - uma nave espacial elaborada para viajar além da órbita terrestre baixa -; e criar um foguete de carga pesada, conhecido como Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês).

 

A nova divisão será liderada pelo engenheiro Bill Gerstenmaier, até agora administrador adjunto para Operações Espaciais da Nasa.

 

A agência espacial indicou que a atribuição de pessoal e a unificação das equipes a esta nova direção deve demorar "várias semanas".

 

A Nasa está em processo de reajuste após aposentar neste ano seu programa de ônibus-espaciais, com o qual, durante 30 anos, realizou os voos tripulados ao espaço.

Mais conteúdo sobre:
Nasamissões tripuladas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.