Nasa determina local da queda de satélite na Terra

Segundo a agência espacial o Uars caiu em ponto remoto do Oceano Pacífico

Efe

28 de setembro de 2011 | 08h59

 

WASHINGTON - Após as incertezas iniciais sobre o ponto exato do reingresso do satélite Uars à Terra, a Nasa divulgou na terça-feira, 27, que o objeto atingiu a atmosfera terrestre, no sábado passado, ao sul do oceano Pacífico. "O satélite entrou na atmosfera sobre o Pacífico a 14,1 graus de latitude sul e 170,2 graus de longitude leste. Essa localização se situa em uma área remota e grande do oceano", informou em comunicado a agência espacial.

 

Veja também:

linkOutro satélite desativado deve atingir a Terra em novembro 
linkApp, siga este satélite!

 

De acordo com os cientistas, o satélite caiu num local distante de terra firme. Os restos do equipamento devem estar agora entre 480 e 1.300 quilômetros de seu ponto de reentrada na atmosfera. A Nasa também divulgou a hora exata em que o satélite, que pesa aproximadamente 6 toneladas, atingiu a Terra: 4h01 GMT (1h01 de Brasília). Após concluir em 2005 sua vida científica, o Uars se despedaçou em 26 partes após a reentrada. O satélite foi construído por US$ 750 milhões, e sua finalidade era medir mudanças atmosféricas e os efeitos da poluição.

 

O satélite. O Uars (Satélite de Pesquisas da Atmosfera Superior, na sigla em inglês) pesava 6,5 toneladas e foi colocado em órbita pelo ônibus espacial Discovery em 1991. Projetado para medir as mudanças atmosféricas e os efeitos da poluição, ele funcionou durante 14 anos fazendo medições do ozônio e de outras substâncias químicas da atmosfera.

 

Desde que completou sua missão, em 2005, o Uars passou a perder altitude, por causa da gravidade terrestre.

 

Outros casos. Satélites e corpos rochosos caindo na Terra não são nenhuma novidade. No ano passado, cerca de 400 pequenos pedaços de detritos entraram em nossa atmosfera e puderam ser encontrados.

 

Partes velhas de foguetes e satélites entram na atmosfera terrestre uma vez por semana. Um grande satélite como o Uars (que tem 10 metros de comprimento e 4,5 metros de diâmetro) volta à Terra uma vez por ano.

 

É muito difícil calcular com precisão quando chegará à Terra um satélite fora de controle. Qualquer pequena mudança na hora de sua volta na atmosfera é traduzida em milhares de quilômetros de diferença sobre o lugar onde cairá.

Tudo o que sabemos sobre:
satéliteuarsqueda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.