Nasa escolhe modelo de próxima nave espacial da agência

Multi-Purpose Crew Vehicle levará astronautas para além órbita terrestre baixa e a possível viagem para Marte

estadão.com.br,

24 Maio 2011 | 14h25

 

SÃO PAULO - A Agência Espacial norte-americana (Nasa) anunciou nesta terça-feira, 24, o sistema que levará o homem para o espaço além da região da órbita terrestre baixa. A nave, chamada Multi-Purpose Crew Vehicle (MPCV ou Veículo de tripulação para diversas finalidades), tem design baseado na nave Orion, planejada como sucessora original dos ônibus espaciais no programa Constellation.

 

Veja também:

link Obama descarta retorno à Lua e prevê pouso em Marte depois de 2035

 

A nave é capaz de transportar quatro astronautas para missões de 21 dias e em seu retorno faria a

aterrissagem no oceano pacífico, próximo à costa da Califórnia. Ela também é desenvolvida para ser 10 vezes mais segura que os ônibus espaciais durante o lançamento e o retorno à Terra.

 

O desenvolvimento do MPCV só é possível, segundo o comunicado da Nasa, pois a agência agora se concentra na exploração além da órbita terrestre baixa, deixando a tarefa de levar as tripulações para a Estação Espacial Internacional para a Rússia e para as empresas particulares após a aposentadoria dos ônibus espaciais esse ano.

 

 

O plano da Nasa depois do fim do programa de ônibus espaciais é fazer com que os astronautas americanos sejam transportados até a Estação Espacial Internacional por meio da nave Soyuz, da Rússia, talvez até a metade da atual década (o serviço prestado pela Rússia custa US$ 51 milhões por astronauta para os Estados Unidos). Eventualmente eles pretendem contar com naves europeias e japonesas também. Depois, a Nasa deve começar a usar os serviços de companhias privadas nas suas viagens para o espaço. Atualmente as empresas particulares cobram US$ 63 milhões por passagens para 2014.

Mais conteúdo sobre:
Nasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.