Nasa/Bill Ingalls/Divulgação
Nasa/Bill Ingalls/Divulgação

Nasa homenageia astronautas que morreram em missões espaciais

Todo mês de janeiro, agência lembra equipes que caíram com Apolo 1, Challenger e Columbia

estadão.com.br

27 Janeiro 2011 | 21h28

SÃO PAULO - Todo mês de janeiro, a Nasa homenageia as equipes de astronautas morreram nas missões da nave Apolo 1 e dos ônibus espaciais Challenger e Columbia, além de todos aqueles que deram suas vidas pela exploração do Universo.

O administrador da agência Charles Bolden participou nesta quinta-feira, 27, da cerimônia do Dia Nacional da Recordação com a colocação de coroas de flores no Cemitério Nacional de Arlington, no Estado americano da Virgínia.

O diretor do Centro Espacial Kennedy e o ex-astronauta Bob Cabana estiveram presentes em outra solenidade na Flórida, aberta à imprensa e ao público em geral. No Centro Espacial Johnson, em Houston, Texas, o diretor Michael Coats acompanhou membros das famílias dos astronautas na colocação de uma coroa de flores no Memorial Tree Grove.

Nesta sexta-feira, 28, completam-se 25 anos do acidente do Challenger. Astronautas da Fundação Memorial realizarão uma homenagem aos membros da tripulação no Centro Espacial Kennedy. A Nasa Television fará cobertura ao vivo do evento.

Na viagem do Challenger estavam o comandante Scobee, o piloto Michael Smith, os especialistas em missão Judith Resnik, Ellison Onizuka e E. Ronald McNair, e os especialistas em carga Gregory Jarvis e Christa Sharon.

A Fundação Memorial de Astronautas, organização privada sem fins lucrativos, construiu o memorial em 1991 e o mantém para honrar todos os astronautas que perderam suas vidas em missões ou durante os treinos. Já foi encaminhado ao Congresso dos EUA um pedido de construção de um monumento nacional.

Para ver as homenagem online, com fotos, vídeos e informações sobre os membros da tripulação da Apollo 1 e dos ônibus Challenger e Columbia, clique aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.