Nasa lança Discovery com nova seção para a estação espacial

A tripulação ficará duas semanas na ISS, para realizar a mais complexa missão da construção da base orbital

Carlos Orsi, estadao.com.br

23 de outubro de 2007 | 13h49

O ônibus espacial Discovery decolou Nesa terça-feira, 23, de Cabo Canaveral, na Flórida, para levar à Estação Espacial Internacional o módulo Harmony, de sete metros de comprimento - a primeira adição de espaço habitável à ISS desde 2001. O Harmony é necessário para permitir a conexão do laboratório espacial Colombo, construído pela Agência Espacial Européia (ESA), e que deverá ser levado ao espaço em dezembro, e de um laboratório japonês.   A tripulação do Discovery é de sete astronautas, incluindo o italiano Paolo Nespoli, em seu primeiro vôo ao espaço. A comandante da missão é a astronauta Pamela Melroy. A tripulação ficará duas semanas na ISS, para realizar a que é considerada a mais complexa missão dos nove anos de construção da base orbital.   Ao todo, cinco caminhadas espaciais estão previstas para o período em que os astronautas do Discovery estarão na ISS. Quatro envolverão obras de construção da estação, e a quinta, o teste de um método para reparar o escudo térmico de ônibus espaciais, caso sofram danos durante o lançamento. Foi um buraco aberto no escudo do Columbia que levou à desintegração da nave, em 2003.   Após o desastre de 2003, a Nasa recebeu ordens de concluir a construção da ISS e aposentar a atual geração de ônibus espaciais até 2010. Para o ano que vem, além dos vôos para terminar a ISS, uma missão de ônibus espacial está prevista para realizar a manutenção do telescópio Hubble.   (com Associated Press)

Tudo o que sabemos sobre:
nasadiscoveryestação espacial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.