Nasa/Divulgação
Nasa/Divulgação

Nasa se prepara para lançar satélite de observação terrestre no dia 23/2

Missão Glory deve melhorar compreensão sobre como o Sol e aerossóis atingem nosso clima

estadão.com.br

21 Janeiro 2011 | 16h02

SÃO PAULO - O mais novo satélite de observação terrestre da Nasa aproxima-se do lançamento. A missão Glory deve melhorar nossa compreensão sobre como o Sol e minúsculas partículas atmosféricas chamadas de aerossóis atingem o clima da Terra.

O satélite está programado para decolar da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia (EUA), no dia 23 de fevereiro, às 8h09 (horário de Brasília). O Glory se juntará a uma frota de satélites de observação chamada de Constelação da Tarde ou "A-train". Esse grupo, que inclui as naves Aqua e Aura, se mantém muito próximo entre si.

"A missão vai ajudar os cientistas a resolver uma das principais incertezas nas previsões de alterações identificadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), que abordou a influência dos aerossóis no balanço energético do nosso planeta", disse Michael Freilich, diretor da Divisão de Ciências da Terra da Nasa, na sede da agência, em Washington.

Originalmente aprovado em 2005, o satélite foi desenvolvido por uma equipe de engenheiros e cientistas de várias instituições industriais, governamentais e acadêmicas do país. A sonda chegou à Base de Vandenberg no dia 11 de janeiro, após uma viagem que cruzou os EUA, originada da Corporação de Ciências Orbitais, em Dulles, Virgínia.

"O Glory já está no lugar de lançamento, e toda as inspeções e os testes elétricos foram concluídos", afirmou Bryan Fafaul, gerente de projetos do Centro Espacial Goddard, em Greenbelt, Maryland. A nave será acoplada ao foguete Taurus XL 3110 em fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.