Divulgação/Nasa
Divulgação/Nasa

Nasa testa com sucesso motor para nova geração de foguetes

Antes do disparo, o motor havia sido resfriado a temperaturas abaixo de zero

estadão.com.br, estadão.com.br

01 Setembro 2010 | 16h42

A Nasa e a empresa ATK Aerospace informam ter testado com sucesso o mais potente motor de combustível sólido já criado para uso em voo. O motor poderá ser aproveitado em futuros projetos de foguetes com alta capacidade de carga.

 

Veja também:

link Obama descarta retorno à Lua e prevê pouso em Marte depois de 2035

 

O primeiro estágio do motor, chamado DM-2, foi disparado durante dois minutos num teste estático.

 

O teste tinha 53 objetivos, que foram medidos por meio de 760 sensores. Antes do disparo, o motor havia sido resfriado a temperaturas abaixo de zero, para verificar a performance dos materiais usados.

 

"A cada poucos graus de elevação da temperatura, o combustível sólido queima um pouco mais depressa", explicou, em nota divulgada pela Nasa, o gerente de projeto Alex Priskos.

 

"Testar em extremos de temperatura leva o sistema ao limite, o que avança nossa compreensão do motor de combustível sólido de cinco segmentos".

 

O primeiro estágio do motor foi projetado para gerar um empuxo de 1,3 milhão de quilos no lançamento.

 

Embora semelhante aos foguetes de combustível sólido que auxiliam no lançamento dos ônibus espaciais, o motor de cinco segmentos incorpora novas tecnologias, como a inclusão do quinto segmento, um bocal maior no foguete e um aperfeiçoamento do isolamento.

Mais conteúdo sobre:
nasafogueteônibus espacial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.