Nave espacial Enterprise atraca em museu de Nova York

O ônibus espacial Enterprise, que deve seu nome à nave da série "Jornada nas Estrelas", passou flutuando numa barcaça diante da estátua da Liberdade nesta quarta-feira e atracou perto do seu novo lar, um museu à margem do rio Hudson, em Nova York.

MATHEW MUR, REUTERS

06 de junho de 2012 | 19h06

Uma multidão apareceu para ver a nave aposentada na sua aproximação final rumo ao Museu Intrépido do Mar, Ar e Espaço, onde ficará exposto sobre um porta-aviões da Segunda Guerra Mundial.

"Vocês viram o ônibus espacial?!", disse um policial que foi correndo até seus colegas fardados, como uma criança excitada.

A plateia, que incluía crianças e idosos, nova-iorquinos e turistas, aplaudiu quando a nave parou perto do guindaste que a colocou em seu novo lar flutuante. "É um pedaço da história aqui", disse Morty Stein, de 85 anos.

Em se tratando de uma nave que nunca foi ao espaço, o Enterprise fez uma viagem e tanto. Em abril, centenas de turistas e nova-iorquinos já haviam visto com assombro o ônibus sobrevoar a cidade na garupa de um Boeing 747 Jumbo.

Esse é o mais antigo ônibus espacial dos Estados Unidos. Em 1977, ele foi lançado em pleno ar de um Boeing 747, na Califórnia, para que fosse testada a capacidade de planar e pousar desses veículos, que começariam em 1981 a viajar ao espaço.

O Enterprise originalmente se chamaria Constitution, em homenagem ao bicentenário da Constituição norte-americana. Mas cartas enviadas por fãs de "Jornada nas Estrelas" convenceram a Casa Branca a lhe dar o nome da nave ficcional comandada pelos personagens capitão Kirk e senhor Spock.

Em abril do ano passado, a Nasa anunciou que iria levar os ônibus espaciais aposentados para Nova York, Virgínia, Califórnia e Flórida. Decidiu-se que o ônibus Discovery substituiria o Enterprise no Museu Nacional Aeroespacial Smithsonian, na Virgínia, e que o Enterprise seria levado para Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPACOENTERPRISENY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.