Nave russa volta com sucesso à Terra após cinco meses no espaço

Programa de voo previa uma permanência de 161 dias no espaço, mas acidente da Progressforçou o adiamento de seis dias do retorno à Terra

Efe

22 de novembro de 2011 | 07h57

 

MOSCOU - A nave russa Soyuz TMA-02M, com três tripulantes a bordo, aterrissou nesta terça-feira, 22, com sucesso nas estepes do Cazaquistão após cinco meses e meio de missão, informou o Centro do Controle de Voos (CCVE) da Rússia, citado pela agência de notícias Interfax.

 

A cápsula pousou à 0h25 (horário de Brasília) e trouxe de volta da Estação Espacial Internacional (ISS) o cosmonauta russo Sergey Volkov, o astronauta americano Michael Fossum e o japonês Satoshi Furukawa.

 

Inicialmente, o programa de voo previa uma permanência de 161 dias no espaço, até 16 de novembro, mas o acidente da nave de carga Progress M-12M em agosto forçou o adiamento de seis dias do retorno à Terra.

 

O pouso da cápsula foi acompanhado do ar por três aviões e oito helicópteros. "A tripulação suportou bem a descida e a aterrissagem. Os tripulantes estão de bom humor", disse um membro das equipes de resgate locais ao CCVE.

 

O canal de televisão russo Rossiya 24 divulgou ao vivo imagens dos tripulantes sorridentes minutos depois da aterrissagem.

 

A viagem de volta da Soyuz TMA-02M, desde o momento em que se desgarrou da ISS até quando pousou nas estepes cazaques, teve duração de pouco menos de três horas e meia.

 

Os astronautas a bordo da Soyuz viveram momentos de tensão quando estavam na ISS. Em 26 de junho, junto com os outros três tripulantes da estação, tiveram de se esconder na nave acoplada à plataforma devido à ameaça de colisão com lixo espacial.

 

Na ISS, resta agora uma missão integrada por três tripulantes: os cosmonautas russos Anton Shkaplerov e Anatoli Ivanishin e o astronauta americano Daniel Burbank, que chegaram à plataforma no último dia 16. 

Tudo o que sabemos sobre:
Soyuz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.