Márcio Fernandes/ Estadão
Márcio Fernandes/ Estadão

Navio chinês que está no Porto de Santos será inspecionado pela Anvisa

Dois tripulantes tiveram sintomas gripais durante a viagem, com tosse e dor de garganta

Lucas Melo, Especial para o Estado

18 de fevereiro de 2020 | 10h32

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) irá realizar nesta terça-feira, 18, a inspeção do navio Kota Pemimpin, embarcação chinesa que aguarda para atracar desde segunda-feira, 17, no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. O procedimento será realizado em conjunto com a vigilância epidemiológica do estado de São Paulo e do município de Santos em ação para identificar pessoas que poderiam estar infectadas pelo coronavírus.

Na sexta-feira, 14, o navio encaminhou, como parte a documentação necessária para aportar, o livro médico de bordo. Entre os registros, há o de dois tripulantes que tiveram sintomas gripais durante a viagem, com tosse e dor de garganta. Em nota encaminhada à imprensa no domingo, 16, a Anvisa informou que não há nenhum motivo para preocupação e descartou a possibilidade de haver algum tripulante no navio com o covid-19, nome que designa o coronavírus.

Além disso, a Anvisa destacou que o Porto de Santos dispõe de um plano de contingência para eventos de interesse em saúde pública, que poderá ser acionado caso seja identificado algum risco sanitário ou epidemiológico em qualquer embarcação que atraque no porto.

Procedente de Cingapura, o Kota Pemimpin esteve em portos chineses nos últimos 30 dias. O navio passou por Xangai em 17 de janeiro, Ningbo no dia 19, Yantian no dia 22, e Hong Kong em 23. Apesar de ter chegado ao Brasil no domingo, o navio ainda não atracou no porto devido às condições de maré. A previsão inicial era de que a embarcação atracasse no porto na noite de segunda, mas a maré baixa não permitiu a manobra, que segundo a Santos Port Authority, deve ser realizada na madrugada de hoje para amanhã.

A embarcação ficará isolada durante a inspeção. “A ação faz parte do reforço da Anvisa para o coronavírus, já que a embarcação teve o relato de dois casos com sintomas de tosse e febre”, informa a nota da Anvisa. Após a avaliação, o navio poderá receber o Certificado de Livre Prática, documento emitido a todas as embarcações que atracam nos portos brasileiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.