Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Naviraí, em MS, suspende aulas após quatro mortes por H1N

No fórum da cidade de 46,5 mil habitantes, atendimento parou; só serviços de protocolo e distribuição de processos foram mantidos

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

17 Maio 2016 | 14h50

SOROCABA - A prefeitura de Naviraí, em Mato Grosso do Sul, suspendeu as aulas nas redes estadual e municipal após o registro de quatro mortes em decorrência da gripe H1N1 na cidade de 46,5 mil habitantes. A medida entra em vigor nesta quarta-feira, 18, e vale por dez dias.

De acordo com o prefeito Leandro Peres de Matos (PV), a decisão foi tomada para evitar o risco de uma epidemia da gripe. "Sabemos que os estudantes serão prejudicados, mas é momento de pensar no bem estar de toda população", disse.

Nesta segunda-feira, 16, pela mesma razão, o juiz Paulo Roberto Cavassa de Almeida suspendeu o atendimento ao público externo no Fórum da cidade até o próximo dia 20. Apenas os serviços de protocolo e distribuição de processos foram mantidos. Na portaria, ele levou em conta que nem todos os servidores da Justiça foram imunizados contra a gripe por falta de vacina.

Nesta sexta-feira, 13, uma moradora de 56 anos morreu após permanecer internada por três dias no Hospital da Vida, em Dourados.

A contaminação pelo H1N1 foi confirmada pela Secretaria de Saúde de Naviraí. Três pacientes com a gripe continuam internados em alas de isolamento de hospitais da cidade. Este ano, Mato Grosso do Sul registrou 14 mortes pela gripe H1N1 e um óbito pelo vírus da influenza B.

Mais conteúdo sobre:
Naviraí Mato Grosso do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.