Nepal sacrifica aves após detectar casos de gripe aviária

Não há relatos de humanos afetados, disse Harihar Dahal, porta-voz do Ministério da Agricultura

AP,

23 de janeiro de 2009 | 07h59

Funcionários da autoridade da saúde mataram mais de 23 mil frangos e patos no sudeste do Nepal depois que autoridades detectaram o primeiro caso conhecido do país de gripe aviária, disseram os representantes do governo nesta sexta-feira, 23.  Veja também:Seguidas mortes por gripe aviária colocam China em alerta China registra quatro casos de gripe aviária em um mês O Nepal impôs uma proibição sobre a importação de aves da Índia no ano passado depois que foram relatados diversos surtos da doença no país, mas frangos eram frequentemente contrabandeados pela fronteira.  Não há relatos de humanos afetados, disse Harihar Dahal, porta-voz do Ministério da Agricultura.  Frangos da cidade de Kakadbhitta, a 400 quilômetros de Katmandu, testaram positivo para gripe aviária no início do mês para a cepa H5N1, o primeiro caso confirmado do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Nepalgripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.