Nordeste receberá maioria dos profissionais na 2ª etapa do Mais Médicos

Quatorze profissionais estrangeiros ficaram de recuperação no segundo curso de acolhimento

Lígia Formenti, BRASÍLIA

26 de outubro de 2013 | 13h38

Quatorze profissionais estrangeiros ficaram de recuperação no segundo curso de acolhimento do Mais Médicos. Eles fizeram a prova na sexta, tiraram nota inferior a cinco e agora terão de fazer um reforço de duas semanas. No início da manhã deste sábado, começou a operação para transporte dos 1.947 profissionais aprovados na prova da segunda etapa do Mais Médicos feita ontem. Outros 220 serão avaliados hoje. 

Os médicos formados no exterior aprovados no curso serão transferidos, até terça, para capitais de todos os Estados do País para mais uma semana de capacitação. A partir de 4 de novembro, começam a atuar em 783 municípios escolhidos pelo Ministério da Saúde. 

A lista das cidades que serão contempladas na segunda etapa do programa foi divulgada nesta manhã. Para o Nordeste, serão enviados 928 profissionais. O Sudeste receberá 517 médicos e o Norte, 358. A região Sul receberá 244 e a Centro-Oeste, 120. A maior parte dos municípios escolhidos está na região Nordeste: 432 receberão profissionais. Em seguida, vem o Norte, com 141 cidades escolhidas, Sudeste, com 100, Centro-Oeste, com 36 e a Sul, com 74. 

O programa tem até o momento 1.499 profissionais em atividade: 819 brasileiros e 680 estrangeiros. Municípios inscritos no programa requisitaram a contratação de 12 mil profissionais. A expectativa do governo é atender toda a demanda até março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.