Nova partícula subatômica é descoberta no colisor de Pequim

O Zc(3900) é um 'novo hádron exótico', de acordo com os cientistas do projeto

Efe

27 de março de 2013 | 14h34

PEQUIM - Os cientistas que trabalham no espectrômetro BES III, parte do colisor de partículas de Pequim, anunciaram nesta quarta-feira a descoberta de uma nova partícula subatômica, informou a agência Xinhua.

Os cientistas que trabalham na instalação, provenientes de 11 países, deram à partícula o nome provisório de Zc(3900), que, segundo eles é um "novo hádron exótico", uma partícula que "não se encaixa nos modelos simples de partículas subatômicas".

O BES III começou a funcionar em 2008 e faz parte do colisor de elétrons e pósitrons de Pequim, que alcançou em 1988 a sua primeira experiência bem-sucedida.

Os cientistas do BES III continuarão o estudo sobre o Zc(3900) e outras novas partículas, assinalou à Xinhua o diretor do Instituto de Física de Alta Energia, Wang Yifang.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.