JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Novas unidades de saúde premium atraem médicos renomados

Profissionais de renome trocam de emprego após ofertas de novos centros high tech de São Paulo

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2019 | 03h00

SÃO PAULO - A ampliação da rede de hospitais do segmento premium agitou também o mercado médico em São Paulo. 

O renomado especialista Paulo Hoff, hoje presidente da Oncologia D’Or, deixou o Hospital Sírio-Libanês em 2017 para assumir o novo posto. Professor titular de Oncologia Clínica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Hoff ganhou notoriedade há alguns anos ao integrar a equipe que tratou no Sírio de políticos como o ex-vice-presidente da República José de Alencar e o ex-presidente Lula. 

Com a chegada de Hoff à Rede D’Or, o grupo abriu, além dos hospitais de luxo no Rio de Janeiro e em São Paulo, uma clínica de oncologia para o segmento premium, batizada de Onco Star, no Itaim-Bibi. 

Outro que deixou o Sírio-Libanês para reforçar a equipe do Vila Nova Star foi o médico Antonio Antonietto, diretor-médico da nova unidade. No Sírio, onde ficou por mais de oito anos, ele ocupava a diretoria de governança clínica. 

Na área de anatomia patológica, a Rede D’Or conseguiu trazer, também em 2017, o especialista Fernando Soares, que atuou por 20 anos no A. C. Camargo Cancer Center como diretor do Departamento de Anatomia Patológica, conforme consta no Currículo Lattes. Na nova empresa, Soares ocupa o cargo de diretor médico desse setor.

Tudo o que sabemos sobre:
hospitalplano de saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.