Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Novo aparelho promete remover cáries e tártaro sem o uso de brocas

Técnicos da Coppe-UFRJ criam equipamento que dispensa anestesia e pode reduzir a dor em 70%

Agência Estado

11 Junho 2010 | 15h53

SÃO PAULO - Técnicos do Laboratório de Robótica da Coppe (pós-graduação em engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro) estão desenvolvendo um aparelho para remoção de cáries e tártaro que dispensa brocas e anestesia e promete reduzir em até 70% a dor desses procedimentos.

 

O equipamento emite jato de ar com substância abrasiva e atinge com precisão a cárie, que é destruída em segundos.

 

O Alluminajet - batizado assim por utilizar óxido de alumínio como material abrasivo - foi criado em 2001 pelo dentista Izio Mazur. A empresa dele, Superdont, vendeu 300 aparelhos, mas interrompeu a fabricação por não conseguir divulgá-lo nem produzi-lo em escala.

 

Com apoio da Rede de Tecnologia do Rio de Janeiro (Redetec) - associação que reúne 47 universidades e centros para o fomento de inovações e pesquisas -, Mazur fez contato com a Coppe. Agora, espera que a nova versão do Alluminajet esteja pronta para chegar ao mercado ainda no fim deste ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.