Novo exame para tratamento do câncer de mama chega ao País em julho

Em julho, chegará ao País um dos exames mais precisos no tratamento do câncer de mama. O teste genético holandês MammaPrint, cujo kit é comercializado desde 2005, determina o grau de agressividade da doença. O exame calcula como o câncer vai responder aos tratamentos preventivos para evitar a metástase (espalhamento da doença por outros órgãos). No exterior, ele custa US$ 3,5 mil e é coberto por planos de saúde. "No Brasil, o valor poderá ficar em torno de US$ 3 mil, já que nossa tecnologia é mais barata que a estrangeira", avisa Alfredo Barros, mastologista do Sírio-Libanês, hospital que vai trazer o novo exame. O teste foi elaborado a partir de um mapeamento genético de tumores de mama - no total, foram analisadas as características de tipos de câncer de 15 mil pacientes européias e americanas, em vários estágios da doença. Os médicos isolaram os 70 genes ligados ao câncer de mama mais freqüentes. Criou-se, então, um banco de dados com informações sobre o comportamento desses genes na evolução dos tumores. Metástase Ao descobrir as chances de um tumor se transformar em metástase por meio da comparação das células de uma biópsia com as informações do MammaPrint, a paciente pode ser poupada de sessões desnecessárias de quimioterapia. "Cerca de 70% das mulheres com câncer de mama e linfonodos negativos (parte do sistema de defesas do corpo) nas axilas que fazem quimioterapia, por exemplo, não precisariam passar pelo tratamento", diz Barros, do Sírio. Já existe um exame genético no País, o Oncotype, que custa US$ 2 mil. Cerca de dois terços dos casos de câncer de mama podem ser beneficiados por ele. Esse teste tem uma vantagem em relação ao MammaPrint: é feito com material (tumor) guardado em laboratório. Ou seja, não precisa seguir praticamente fresco para análise, como ocorre com o exame holandês. "Em compensação, o Oncotype isola apenas 21 genes e não é tão preciso", diz Barros. O diagnóstico de nenhum dos dois é feito no País. Os exames do MammaPrint são enviados para a Holanda.

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2007 | 10h35

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.