Novo exame tem o dobro da eficiência do Papanicolau, diz teste

Exame de HPV poderia ser feito a intervalos maiores que o tradicional Papanicolau, e é mais preciso

Associated Press,

17 de outubro de 2007 | 20h14

Um novo exame de triagem para câncer de colo do útero tem pelo menos o dobro da precisão do tradicional Papanicolau, de acordo com o primeiro teste rigorosos do procedimento realizado na América do Norte.    O novo exame poderá substituir o Papanicolau - que já tem 50 anos - dentro de poucos anos, dizem especialistas. Além de mais preciso, ele não requer triagens tão freqüentes.   O exame de HPV, que procura o vírus causador do câncer, detectou corretamente 95% dos tumores. O Papanicolau, que procura células anormais debaixo de um microscópio, só descobriu 55%, de acordo com pesquisadores da Universidade McGill de Montreal, que divulgam seus resultados na revista New England Journal of Medicine.   "Estamos com o Papanicolau há 50 anos e já era hora de trocá-lo por uma tecnologia mais robusta", disse Eduardo Franco, diretor da divisão de epidemiologia do câncer da McGill.   Franco disse que algumas pessoas temiam que o exame de HPV levasse a um grande número de falsos positivos. No teste realizado pela universidade, o HPV gerou 6% de alarmes falsos, contra 3% do Papanicolau.   O estudo canadense envolveu 10.154 mulheres de 30 a 69 anos, que fizeram ambos os exames. Ainda falta determinar qual o melhor meio de introduzir o teste de HPV como um substituto, e não apenas um complemento, do Papanicolau, disseram os pesquisadores.

Tudo o que sabemos sobre:
câncerúteropapanicolau

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.