AP
AP

Número de casos de dengue na cidade de São Paulo já passa de 5 mil

Segundo balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, quantidade de registros é quase o triplo (2,8 vezes) em relação ao mesmo período no ano passado

Bárbara Ferreira Santos, O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 17h37

SÃO PAULO - De janeiro até agora, o total de casos de dengue registrados na cidade de São Paulo chegou a 5.093, quase o dobro de todo o ano passado, que foi de 2.617. No mesmo período de 2013, a soma era de 1.794 casos.

O número de registros divulgados nesta quinta-feira, 15, pela Secretaria de Saúde é 13% maior do que o da semana passada, de 4.514 casos. A média nas semanas anteriores, segundo a Prefeitura, foi de 20% de aumento.

No geral, a cidade tem baixo nível de incidência de dengue: a média é de 45,3 casos para cada 100 mil habitantes - o Ministério da Saúde considera baixa a incidência de 0 a 100 casos por 100 mil habitantes. A taxa, no entanto, é superior à registrada no ano passado, que foi de 23,3.

Na capital, quatro pessoas já morreram por complicações da dengue em 2014, o dobro de mortes registradas em todo o ano passado. As vítimas foram o menino Israel Barbosa, de 6 anos, um idoso, de 68, e duas mulheres: uma de 34 anos e outra de 69. Segundo a Prefeitura, todas as mortes aconteceram em abril.

Aumento. O Jaguaré, bairro onde foram registradas duas mortes, é o distrito que tem o maior número de casos de dengue em toda a capital até agora. São 787 casos, e a taxa de incidência é de 1.578,3 casos por 100 mil habitantes, considerada alta. Outros dois bairros da zona oeste vêm em segundo e terceiro lugares: Lapa, com 351 casos e incidência de 533,9 (alta), e Rio Pequeno, com 345 casos e índice de 291,2 (médio).

Ao todo, a cidade tem oito bairros com incidência da doença acima do normal: aqueles que têm mais de 100 casos por 100 mil habitantes, índice de incidência média. Na zona norte, Tremembé e Jaraguá, dois distritos com incidência média, tiveram aumento no número de casos e ocupam 4.º e 6.º lugares, respectivamente. Em Tremembé, 345 casos foram notificados, com incidência de 174,9 (média). No Jaraguá, são 140 casos e índice de 75,8 (baixo).

A taxa de incidência também está alta em comparação com a média da cidade em distritos da zona leste, como Carrão (160,9), Vila Jacuí (132) e Cidade Líder (82,9). Na zona sul da capital, Santo Amaro tem incidência de 97,8 casos por 100 mil habitantes e, no Campo Limpo, o índice chega a 75,7.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.