Número de casos de dengue no País sobe 109% neste ano

5 Estados têm epidemia e concentram 71% dos casos: Mato Grosso do Sul, Acre, Rondônia, Goiás e Mato Grosso

Lígia Formenti, da Agência Estado,

26 Fevereiro 2010 | 16h39

O número de casos de dengue registrados no País este ano subiu 109% em relação ao ano passado. Até o dia 13 de fevereiro, foram registrados 108.640 casos. No mesmo período de 2009, haviam sido contabilizados 51.873 casos. 

 

Ribeirão já tem mais casos de dengue do que em 2009

Estado de São Paulo lança megaoperação contra a dengue

Mato Grosso registra 2.814 novos casos de dengue em uma única semana

 

 

Cinco Estados registram epidemia e concentram 71% dos casos da doença: Mato Grosso do Sul, Acre, Rondônia, Goiás e Mato Grosso. Cinco municípios registram 34% de todos os casos de dengue no País. São eles: Campo Grande (MS), com 12.712 casos; Goiânia (GO), com 12.316 casos; Rio Branco (AC), com 5.056 casos; Porto Velho (RO), com 3.412 casos; e Aparecida de Goiânia (GO), com 3.280 casos. 

 

 De acordo com o coordenador do Programa Nacional de Controle de Dengue, Giovanini Coelho, o aumento de casos registrados neste ano está relacionado ao forte calor, ao alto volume de chuvas e ao crescimento da circulação do vírus dengue 1. Existem quatro tipos de vírus de dengue - dengue 1, dengue 2, dengue 3 e dengue 4. Quanto ao último (dengue 4), não há registro de circulação dele no Brasil.

 

Entre os demais, a cada ano há uma circulação maior de um dos tipos, e o dengue 1, há muitos anos, não circulava de forma tão intensa como a registrada neste ano. Justamente por isso, há um número maior de pessoas suscetíveis ao vírus, que podem contrair a doença. 

 

 

 

Outros Estados despertam preocupação do ministério. Minas Gerais este ano notificou 15.626 casos nas primeiras seis semanas de 2010. São Paulo apresentou 2.930 casos e o Distrito Federal, 1.167 casos. Por enquanto, foram registradas 21 mortes por dengue no Brasil.

 

A maior preocupação, de acordo com Coelho, é agora com os Estados do Nordeste, que apresentam grande suscetibilidade ao desenvolvimento da epidemia no país, isto porque, a partir de março, inicia-se o período de chuvas mais intensas na região.

Mais conteúdo sobre:
dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.