Reuters
Reuters

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Número de mortos por coronavírus chega a 170, maior aumento absoluto desde o início do surto

Segundo balanço mais recente, 38 novos óbitos foram confirmados, o maior número desde o início do surto; mais de 7,7 mil pessoas já foram infectadas

Da redação, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2020 | 21h26

O número de mortos pelo novo coronavírus na China aumentou para 170 nesta quarta-feira, 29, com a confirmação de 38 novos óbitos pelo governo chinês. É o maior número absoluto de novas vítimas desde o início da epidemia, em dezembro.

O volume de infectados pela doença também cresceu, passando para 7.711. No último boletim, de terça-feira, eram 5.974 casos confirmados. Em um dia, portanto, as mortes confirmadas cresceram 29%.

Além da China, epicentro do surto, 16 países já confirmaram infecções pela doença. Nesta quarta-feira, duas nações entraram para essa lista: Emirados Árabes e Finlândia. Antes, já haviam confirmado casos da doença Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Austrália, Malásia, Cambodja, Tailândia, Nepan, Sri Lanka, Estados Unidos, Canadá, França e Alemanha.

Três desses países registraram infecções em cidadãos que não haviam viajado à China, o que indica transmissão local do vírus para além do território chinês. A situação fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconvocar seu comitê de emergência para uma reunião nesta quinta, 30, na qual a entidade irá decidir se declara emergência em saúde pública de interesse internacional.

No Brasil, não há casos confirmados da doença, mas o Ministério da Saúde investiga nove possíveis infecções em seis Estados: São Paulo (3), Santa Catarina (2), Rio de Janeiro (1), Minas Gerais (1), Paraná (1) e Ceará (1).

Os pacientes estão isolados e já passaram por exames que definirão o diagnóstico. Os resultados devem ser divulgados nos próximos dias. O Ministério da Saúde divulgará um boletim diário todas as tardes para atualizar a situação epidemiológica no País.

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, que investiga três casos suspeitos na capital paulista, divulgou dicas de prevenção contra o coronavírus e outras doenças respiratórias:

- Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

- Não compartilhar objetos de uso pessoal;

- Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

- Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;

- Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;

- Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos. /COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.