Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Frank Augstein/AP
Frank Augstein/AP

Número de vacinados com a primeira dose contra a covid-19 no Brasil chega a 29,5 milhões

Em termos proporcionais, Rio Grande do Sul é o Estado que mais imunizou; Queiroga reconheceu dificuldade de entrega de 2ª dose da Coronavac

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2021 | 21h15

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira, 26, a 29.554.723, o equivalente a 13,96% da população total. Nas últimas 24 horas, 522.849 pessoas receberam a primeira dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 25 Estados. 

Entre os mais de 29,5 milhões de vacinados, 13.127.599 milhões receberam a segunda dose, o que representa 6,2% da população com a imunização completa contra o novo coronavírus. Nesta segunda, o ministro Marcelo Queiroga, reconheceu dificuldade para entrega da 2ª dose da Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e a chinesa Sinovac, e responsabilizou Estados e municípios por mudanças na fila da vacina. Nas últimas 24 horas, 548.499 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil administrou 1.071.348 doses nesta segunda-feira.

Em termos proporcionais, o Rio Grande do Sul é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 18,13% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada em Rondônia, onde 9,67% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (7 milhões), seguido por Minas Gerais (3 milhões) e Bahia (2,23 milhões).

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírus [vacina]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.