Igor do Vale / Estadão
Igor do Vale / Estadão

Número de vacinados contra a covid-19 no País chega a 15,4 milhões, 7,31% da população

Nas últimas 24 horas, 227.158 receberam a primeira dose do imunizante e outros 16.365 tomaram a segunda

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2021 | 20h08

Correções: 28/03/2021 | 21h26

A quantidade de pessoas vacinadas contra a covid-19 com ao menos a primeira dose no Brasil chegou a 15.476.005 neste domingo, 28, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. O número representa 7,31% do total da população brasileira. Nas últimas 24 horas, 227.158 primeiras doses foram aplicadas.

Entre os 15,4 milhões, 4.695.360 pessoas receberam a segunda dose, o que representa 2,22% da população com a imunização completa. Nas últimas 24 horas, 16.365 pessoas receberam essa dose de reforço. Somadas as primeiras e segundas doses, o Brasil aplicou no último dia 243.523 doses, segundo dados fornecidos por 12 Estados que atualizaram os números.

Na sexta-feira, 26, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o Instituto Butantan vai pedir autorização para iniciar os testes clínicos da Butanvac, uma possível nova vacina contra a covid-19. O objetivo é ter 40 milhões de doses prontas até o fim deste ano.

Após o anúncio, o governo federal também informou que outros imunizantes nacionais estão em estágio avançado. Segundo o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, um deles, desenvolvido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), da USP, em parceria com a biotech Farmacore aguarda apenas autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para começar a ser testado em humanos.

Correções
28/03/2021 | 21h26

Os números de vacinados, doses aplicadas e porcentual da população imunizada foram publicados com erro na primeira versão do texto. Os dados já foram corrigidos e atualizados na reportagem.

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírus [vacina]coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.