Perchek Industri/Unsplash
Perchek Industri/Unsplash

O estresse pandêmico pode estar causando problemas nos seus olhos

Espasmos, secura e visão turva podem ser o resultado de horas no computador sob pressão

Erica Sweeney, Washington Post

12 de fevereiro de 2022 | 05h00

As manifestações físicas do estresse pandêmico estão bem documentadas: as pessoas vêm experimentando aumento de pressão arterial, problemas de sono e dificuldade de concentração. Mas, de acordo com especialistas, existem outros indicadores de estresse que podem ficar negligenciados. E a saúde ocular é um excelente exemplo.

Estresse, ansiedade, depressão e alterações na saúde mental podem afetar nosso sistema sensorial, especialmente a visão”, disse Raj Maturi, oftalmologista e porta-voz clínico da Academia Americana de Oftalmologia. “A visão é um processo psicofísico complexo pelo qual construímos um modelo do mundo ao nosso redor, e isso é afetado pelo estado mental.”

Espasmos nos olhos, por exemplo, são uma resposta comum ao estresse. Normalmente, as contrações, que são desencadeadas quando os músculos ao redor dos olhos sofrem espasmos, desaparecem em um ou dois dias. Mas outros problemas comuns, como a doença do olho seco, podem ter efeitos duradouros se não tratados.

Problemas oculares como esses são “efeitos colaterais muito comuns na pandemia”, disse Maturi. Isso vale especialmente para quem está passando muito tempo no Zoom ou trabalhando mais horas no notebook, porque é provável que você não esteja piscando como deveria.

CAUSA E CONSEQUÊNCIA.

Por mais difundidos que sejam, os problemas oculares muitas vezes são negligenciados. À medida que o estresse aumenta, é crucial saber como a ansiedade afeta seus olhos. O estresse pode ser tanto uma “consequência quanto uma causa” dos problemas de visão, de acordo com uma revisão da literatura publicada em 2018. Em outras palavras, ter espasmos nos olhos ou uma condição ocular mais grave pode fazer você sentir mais estresse, e o próprio estresse também pode causar ou piorar problemas oculares, disse Julie Rosenthal, professora-assistente de Oftalmologia da Universidade Michigan Health.

O cortisol é parte do problema. É o hormônio que o cérebro libera em momentos de estresse e pode dilatar as pupilas, dificultando o foco dos olhos e causando sensibilidade à luz e visão turva quando você está ansioso.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Estresse, ansiedade, depressão e alterações na saúde mental podem afetar nosso sistema sensorial, especialmente a visão
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Raj Maturi, Oftalmologista

Se elevado, ele também aumenta o risco de coriorretinopatia serosa central (CSCR, na sigla em inglês), disse Rosenthal. A condição ocorre quando o fluido se acumula sob a retina e afeta sua visão central. Os sintomas incluem ver manchas escuras ou cinzas, ter visão turva e enxergar linhas retas como se fossem curvas ou onduladas.

Algumas pessoas têm um único episódio de CSCR que se resolve por conta própria em alguns meses e não causa problemas de visão a longo prazo, disse Rosenthal. Outras podem ter ocorrências repetidas, o que pode danificar a retina, causando alterações permanentes na visão, até mesmo perda de visão. O tratamento geralmente ajuda, sobretudo se a situação for detectada precocemente.

Condições como a síndrome da visão de computador (CVS, na sigla em inglês) também estão ficando cada vez mais comuns à medida que o tempo de tela aumenta. A CVS pode causar dores de cabeça, visão turva, olhos secos e fadiga ocular. De acordo com Maturi, a condição pode ser tratada com uma visita ao oftalmologista e a prescrição de lentes corretivas.

PROTEÇÃO

Tomar medidas para reduzir o estresse em geral, como fazer mais exercícios e suas atividades favoritas de autocuidado, pode fazer maravilhas para sua saúde, incluindo seus olhos, dizem os especialistas. A maioria dos problemas oculares relacionados ao estresse, como espasmos nos olhos e olho seco, melhorará quando você reduzir o estresse, geralmente dentro de uma semana ou duas, disse Maturi – exceção feita à CSCR, que exige tratamento contínuo.

Outras medidas imediatas que podem melhorar a saúde ocular incluem reduzir o tempo de tela, beber muita água e usar lágrimas artificiais (evitando produtos que afirmem reduzir a vermelhidão, pois podem causar irritação e mais problemas).

Quem usa lentes de contato deve evitar usá-las por muito tempo e também ficar atento à sua limpeza adequada. É importante também dormir bem. O cansaço pode causar vermelhidão, irritação, olhos secos e visão embaçada, além de fadiga e mau humor, o que pode aumentar o estresse. O objetivo de ter pelo menos sete horas de sono por noite ajudará seus níveis de estresse e seus olhos. / TRADUÇÃO DE RENATO PRELORENTZOU

Tudo o que sabemos sobre:
computadorestresseoftalmologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.