Obama apela contra veto a estudo federal com células embrionárias

A apelação pede que o juiz suspenda a proibição enquanto a questão estiver sub judice

Reuters, Reuters

31 de agosto de 2010 | 16h02

O governo do presidente dos EUA, Barack Obama, apresentou uma apelação contra a decisão de um juiz que bloqueou o uso de verbas federais em estudos com células-tronco de origem embrionária. A apelação pede que o juiz suspenda a proibição enquanto a questão estiver sub judice.

 

Veja também:

linkPesquisadores transformam pele humana em células do fígado

link Casa Branca vai insistir para liberar financiamento de células-tronco

 

O Departamento de Justiça pediu ao juiz Royce Lamberth que suspenda a proibição que impôs na semana passada, depois que dois médicos foram ao Judiciário contra as normas adotadas pelo governo para financiar pesquisas com células-tronco.

 

De acordo com os queixosos, a política federal viola a lei, porque os estudos autorizados dependem da destruição de embriões humanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.