Obesidade infantil é maior preocupação dos pais nos EUA

Outros problemas incluem acidentes de trânsito, depressão, asma, desordens alimentares e violência na escola

Efe

14 de julho de 2008 | 21h09

A obesidade infantil lidera a lista de preocupações dos pais americanos em relação aos filhos, enquanto a intimidação por parte de outras crianças galga posições, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira, 14. Dos entrevistados, 35% apontaram a obesidade como a principal dor de cabeça em relação aos filhos. "O relatório nacional sobre a saúde das crianças mostra claramente que os adultos dos Estados Unidos estão muito preocupados com a obesidade infantil e suas causas", afirmou hoje em comunicado Matthew M. Davis, diretor da pesquisa realizada pela Universidade de Michigan. O estudo, que pede aos adultos para medirem 20 problemas infantis de saúde, afirma que o "bullying" (abuso físico ou psicológico de crianças cometido por outros menores) está entre os dez principais problemas, à frente de gravidez de adolescentes ou o abuso do álcool. Atrás da obesidade infantil, que em 2007 estava na terceira posição, estão drogas, o cigarro (número 1 em 2007), o "bullying", a segurança pela internet, abusos de menores, gravidez adolescente, uso excessivo de álcool, hiperatividade e produtos tóxicos no meio ambiente. Outros problemas incluídos nos resultados do relatório são acidentes de trânsito, depressão, asma, desordens alimentares, segurança na vizinhança, violência na escola, autismo e suicídio

Tudo o que sabemos sobre:
obesidadeEUAsaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.