Oito em cada dez grávidas atendidas em hospital de SP têm problemas dentários

Má higiene bucal pode causar parto prematuro e nascimento de bebês abaixo do peso

estadão.com.br

21 Setembro 2010 | 16h02

SÃO PAULO - A cada dez gestantes atendidas no Hospital e Maternidade Interlagos - a maior maternidade pública da zona sul da capital paulista -, oito apresentam algum tipo de problema bucal, como gengivite, cárie ou placa bacteriana.

É o que aponta um balanço da Secretaria de Estado da Saúde com base nos dados de atendimentos pré-natais feitos durante o ano pelo programa "Boca Saudável, Gravidez Saudável", do hospital.

Segundo estimativa do programa, 7% das pacientes examinadas têm problemas mais graves, como o granuloma (espécie edema que se forma na gengiva).

O chefe do Serviço de Odontologia da Maternidade Interlagos, Francisco Barata Ribeiro, alerta que a higiene bucal mal feita pode ser uma das causas de partos prematuros e do nascimento de bebês com baixo peso, dentre outros problemas.

"As mudanças hormonais que ocorrem na mulher nesse período fazem com que ela fique mais propensa a problemas bucais. Por isso, a atenção deve ser redobrada em toda a gravidez, principalmente a partir do segundo trimestre", recomenda Ribeiro.

Introduzido na maternidade em 2003, o serviço de acompanhamento odontológico de gestantes examina cerca de 400 mães por ano, dentro do cronograma do pré-natal. São realizadas até quatro consultas diárias, e as pacientes que têm algum problema passam por tratamento durante a internação.

O "Boca Saudável, Gravidez Saudável" também realiza oficinas para grupos de gestantes, que são orientadas sobre como cuidar da saúde bucal em casa.

Cinco dicas essenciais para manter a boa saúde bucal na gravidez:

- Substitua alimentos ricos em carboidratos e açúcares por frutas e vegetais;

- Reforce a ingestão de vitaminas B, C e cálcio;

- Após vômito por enjoo, faça bochecho com água oxigenada ou algum antiácido antes de escovar os dentes;

- Reforce a escovação e o uso do fio dental;

- Aumente a frequência de consultas ao dentista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.