Arquivo/AE
Arquivo/AE

Olhos vermelhos deixam as pessoas menos atraentes

Coloração avermelhada na esclera é associada à tristeza e saúde debilitada

estadão.com.br,

08 Abril 2011 | 20h16

SÃO PAULO - Um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que têm esclera avermelhada são consideradas pouco atraentes, tristes e não saudáveis. A esclera é a parte conhecida como "branco do olho".

A esclera ganha o tom de vermelho quando os vasos sanguíneos da membrana conjuntiva se dilatam e ficam congestionados com sangue. Isso é geralmente ligado ao estado emocional e biológico das pessoas. O que os pesquisadores queriam descobrir era se isto poderia também influenciar no processo de empatia.

"Se você encontra um amigo com os olhos vermelhos, não fica claro se o certo a fazer é oferecer solidariedade ou assistência médica porque a coloração pode indicar que esta pessoa chorou, ou que tem alergia ou doenças infecciosas", diz o Dr. Robert R. Provine, principal autor do estudo.

Para esta pesquisa foram selecionados 208 voluntários. Eles observaram 200 imagens de olhos, sendo que metade delas tinha a esclera avermelhada, pintada digitalmente. Os voluntários tiveram que dizer, então, se achavam os donos destes olhos tristes, saudáveis ou se eles se sentiam de alguma forma atraídos por eles. Os resultados mostraram que aqueles com a coloração avermelhada eram classificados como os mais tristes, menos saudáveis e menos atraentes, se comparados com os outros, que tinham a esclera clara.

Este é o primeiro estudo que demonstra como esta parte do olho pode ser ligada ao fator emocional. Aparentemente os seres humanos são os únicos a usarem a coloração dos olhos como indicadores de saúde e emoção. "Os padrões de beleza variam de acordo com a cultura, no entanto, a juventude e a boa saúde estarão sempre na moda porque são associados à capacidade de reprodução", lembra Provine.

Mais conteúdo sobre:
olhoescleraatrativo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.