Reuters
Reuters

OMS adia mais uma vez decisão sobre status de pandemia da gripe suína

Cientistas veem risco de doença se alastrar novamente com a chegada do inverno no hemisfério sul

Efe

02 Junho 2010 | 09h13

GENEBRA - A Organização Mundial da Saúde (OMS) adiou em um dia, postergou até esta quinta-feira, 3, o anúncio da decisão sobre manter ou retirar o alerta de pandemia de gripe suína, declarado há quase um ano.

 

Veja também:

linkVacinação contra gripe suína acaba no País sem atingir a meta

linkSorocaba-SP registra 1ª morte por gripe suína este ano

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína

 

Um grupo de cientistas da OMS debateu nesta terça-feira o assunto em uma teleconferência e transmitiu suas recomendações à diretora-geral da entidade sanitária mundial, Margaret Chan. Esperava-se que Chan anunciasse nesta terça-feira mesmo sua decisão, mas ela decidiu revisar as recomendações.

 

A OMS confirmou que o vírus H1N1 é o que continua circulando de maneira predominante no mundo, menos nefasto do que se temia e com uma taxa de mortalidade menor inclusive que a da gripe estacional.

 

A gripe suína causou algo mais de 18 mil mortes em um ano. No mesmo período, a gripe estacional causou 500 mil mortes.

 

No entanto, a temporada de gripe deste ano está a ponto de começar no hemisfério sul e não se descarta que os cientistas considerem conveniente acompanhar a evolução antes de levantar a declaração de pandemia.

Mais conteúdo sobre:
gripe suina H1N1 OMS status pandemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.