Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

OMS alerta que nova variante Mu está se expandindo pela Colômbia e Equador

Cepa surgiu na Colômbia e é a mesma identificada durante a Copa América no Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2021 | 12h49

GENEBRA - A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta quarta-feira, 1º, que a nova variante Mu do coronavírus, que acaba de classificar como "preocupante", é altamente prevalente na Colômbia - país onde foi identificada pela primeira vez no mês de janeiro - e no Equador, onde representa 39% e 13% dos casos, respectivamente. A cepa já tinha sido identificada no Brasil pelo Instituto Adolfo Lutz durante a Copa América.

No entanto, o sequenciamento dessa variante a nível internacional indica que, ao contrário do que ocorre nos dois países, a prevalência global de Mu foi reduzida e representa agora menos de 0,1% dos casos.

A variante Mu, detectada em 39 países, passou a ser considerada "de interesse" pela OMS, o que significa que será monitorada para detectar mutações que possam modificar a forma de transmissão, torná-la mais virulenta ou reduzir a eficácia das vacinas atualmente usadas para prevenir a covid-19.

Apenas no caso de apresentar tais alterações, os cientistas avaliarão se é considerada uma "variante da preocupação", das quais existem atualmente quatro: alfa, beta, gama e delta. Esta última é a mais preocupante devido à sua capacidade de rápida propagação e pode causar doenças mais graves.

Com relação a Mu, a OMS indica em seu último relatório epidemiológico que rgistrou "alguns relatos esporádicos de casos e alguns grandes surtos em países da América do Sul e Europa"./EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.